Insuficiência Venosa Crônica | Clínica de Angiologia e cirurgia vascular, especializada no tratamento de varizes em São Paulo.

Insuficiência Venosa Crônica

Imagem Ilustrativa

Insuficiência Venosa Crônica


Quais são os sintomas de IVC?

 

Conheça agora alguns dos sintomas mais comuns em uma pessoa que está com o quadro de Insuficiência Venosa Crônica (IVC).


Dor e Inchaço

A dor é o sintoma mais comum de IVC. Ela aparece ao sentir as pernas pesadas por ficar muito tempo em pé ou sentado. Surge também nos tornozelos ou nos pés.
É uma dor localizada e causa desconforto, aumentando quando o clima fica quente (verão) e, para as mulheres, pode ser maior no período menstrual. O inchaço também é um sinal muito frequente. Quando as pernas são esticadas para cima a tendência é amenizar a dor e trazer alívio.

Fadiga: É a sensação de cansaço extremo quando as pernas ficam durante muito
tempo paradas, e geralmente está associada à fraqueza nos membros inferiores.

Ardor: É a sensação de calor intenso das pernas, gerando um incomodo que dá a impressão
de ser no interior dos músculos.

Câimbras: As câimbras nas pernas aparecem porque o tecido muscular
fica contraído pela alteração na circulação sanguínea, proveniente de uma
Insuficiência Venosa Crônica (IVC).

Prurido: É um formigamento na perna muito desconfortável, provocado pela inflamação
das veias. Gera uma coceira que se espalha pelo tornozelo e pé, causando a impressão de alergia.

 

Existem exames para saber se tenho IVC?

Sim. Existem exames subsidiários que vão mostrar a existência de vasos ocultos nas pernas – aqueles que não são visíveis a olho nu.
Os exames mais conhecidos são: Doppler Portátil de Onda Contínua, Eco-Doppler ou Duplex Scan e Fotopletismografia Venosa.

1. Doppler portátil de onda contínua: Este exame é para diagnosticar o refluxo venoso.

2. Eco-Doppler / Duplex Scan: Esse exame complementa o Doppler portátil de onda contínua, analisando os vasos detalhadamente para obter informações sobre o tamanho do refluxo, sua origem e/ou a existência de trombose.

3. Fotopletismografia Venosa: É responsável por medir a dinâmica sanguínea.

Ícone Whatsapp Ícone E-mail